Para explicar o que é o Coaching é necessário compreender o que a palavra Coach significa. Coach é uma palavra de origem inglesa que se aplicava originalmente aos veículos para o transporte de pessoas, vulgo carruagens ou coches. Contudo, a palavra funciona também como metáfora na medida em que o Coach, no século XVIII, era um tutor que guiava as outras pessoas pelos diversos campos do conhecimento – em analogia às carruagens da época que transportavam as famílias. Dessa forma, a metáfora define exatamente o objetivo do Coaching.

Atualmente, Coaching pode ser definido, de uma forma breve, como um processo que visa levar alguém de um estado não desejado a um estado que lhe traga realização. Para isso, procura fornecer clarificação quanto aos reais objetivos e interesses de cada individuo, que podem não se encontrar ao nível do consciente. Pelo caminho, visa promover o aumento da autoestima, a motivação e a superação de possíveis obstáculos para que se possa atingir o máximo potencial.

O seu objetivo é a conquista de resultados efetivos em diversas áreas, como: pessoal, profissional, financeira, familiar e relacional, de saúde e bem-estar, ou espiritual. 

É sobretudo um processo direcionado ao alcance de metas e objetivos específicos. Tem uma abordagem pragmática orientada para resultados. Recorre a múltiplas técnicas e conhecimentos de áreas como a psicologia, a neurociência, linguagem ericksoniana, recursos humanos, planeamento estratégico e administração, entre outros. Nas sessões são também utilizadas perguntas reflexivas, tendo como objetivo que o Coachee (cliente que contrata o coach) tome consciência de soluções que na verdade já residem no seu interior mas que de outra forma não conseguiria aflorar.

 

O objetivo do Coach é o de ajudar o cliente a definir metas e a encontrar as soluções para os seus próprios desafios ou obstáculos. Pretende ajudar as pessoas a ser o melhor que elas puderem ser, ou seja, a atingir a excelência.

A função do Coach é a de prestar apoio ao coachee através da identificação dos seus valores, da sua visão pessoal e dos seus objetivos. O Coach funciona essencialmente como facilitador. A sua missão é a de encorajar, lançar desafios, sugerir tarefas e saber escutar a essência do cliente. Faz leitura da linguagem verbal e não-verbal, apreende o que é dito e também o que é remetido para o silêncio. Utiliza ferramentas e técnicas apropriadas para permitir que o cliente trabalhe com os seus próprios recursos, capacidades e experiências. O Coach não pretende julgar nem formular opiniões pois está consciente que o que é certo para ele pode não o ser para o cliente.

Para que o processo tenha bons resultados, é fundamental que o Coachee seja responsável pelo seu próprio desenvolvimento. Precisa ter uma profunda vontade de mudar a sua vida e estar pronto a empreender uma viagem pelo seu interior. Vai necessitar de coragem para lidar diretamente com os seus pensamentos, bloqueios, sentimentos, ações e hábitos. Precisa de ter abertura e flexibilidade para aceitar as mudanças necessárias. Precisa também de ter força de vontade e disciplina para diariamente levar a cabo novos hábitos que o encaminhem na direção dos objetivos que pretende atingir.

  • Identificar um propósito ou sentido para a vida
  • Alcançar uma meta ou um objetivo difíceis de concretizar por si só
  • Ser dono da sua própria vida
  • Iniciar ou aprofundar um processo de autoconhecimento e desenvolvimento pessoal
  • Substituir padrões de comportamento ineficazes por novos comportamentos conducentes ao sucesso
  • Deixar de ser o problema para passar a fazer parte da solução
  • Tomar consciência de quem é e daquilo que precisa verdadeiramente alcançar
  • Desenvolvimento da confiança, autoestima, motivação e desempenho
  • Melhorar as capacidades de comunicação

Louise Hay é uma autora e conferencista americana de fama internacional. Por via das suas próprias dificuldades (cancro, problemas relacionais, abuso sexual e emocional na infância), descobriu um sentido de vida, conseguindo recriar-se e ajudar milhares de pessoas em todo o mundo a descobrir o seu próprio potencial de auto cura e crescimento pessoal. A sua filosofia assenta num modelo simples retirado das antigas leis espirituais.

O método de Louise Hay é utilizado há vários anos por facilitadores certificados em todo o mundo e apresenta técnicas poderosas e exercícios que induzem ao questionamento e tomada de consciência daquilo que é necessário para melhorar as diferentes áreas de vida. É dirigido a todas as pessoas que desejam entrar em contato com a sua sabedoria Interior, gerir as suas emoções, construir um padrão de pensamento mais positivo, melhorando a sua autoconfiança e amor-próprio.

Através do método é possível identificar e transformar crenças e pensamentos negativos, bem assim como trabalhar áreas como a autoestima, a criança Interior, o perdão e a pacificação com o passado, a abertura ao amor, a prosperidade, os relacionamentos e a saúde.

Para entender o que é a Terapia Transpessoal, é preciso entender que o Ser Humano é muito mais do que corpo e mente. Transpessoal significa "além" da pessoa e subentende a nossa dimensão espiritual.

A terapia transpessoal é sustentada por estudos dentro da psicologia, das tradições filosóficas e sagradas do oriente e do ocidente, assim como da biologia e da física contemporânea.

O objetivo principal da Terapia Transpessoal é levar o indivíduo a trabalhar em função do seu próprio crescimento e evolução, para que se possa tornar num ser equilibrado, pleno, em paz consigo mesmo e com os outros.

Nas consultas são utilizadas, entre outras, técnicas de meditação e visualização, relaxamento e regressão a situações traumáticas vivenciadas no passado, técnicas de perdão aos pais, presença na emoção e sanação da criança interior.

Porque estou apta a ajudá-lo num processo de autoconhecimento e desenvolvimento pessoal que poderá mudar a sua vida para sempre. Poderei ajudá-lo a clarificar o que realmente é importante para si e a facilitar um trabalho interno que o transforme na pessoa que deseja ser. A partir daí, todos os objetivos serão possíveis. Mais tarde ou mais cedo, todos seremos confrontados com três perguntas de importância vital: "SERÁ QUE VIVI? SERÁ QUE AMEI? SERÁ QUE FIZ A DIFERENÇA?" Os meus serviços pretendem que em tempo útil venha a responder afirmativamente a estas perguntas.